sábado, 7 de novembro de 2009

OLHE BEM

Mira essa figura à tua frente
Não sou apenas o que vês
De riso fácil, tão contente
Por trás, sou séria: tu crês?

De meu lado, o que vês:
Menina tímida e infantil
Bem sei do fácil ardil
Que convém ao freguês

Acima, tu crê no que vês?
É fruto de visão deturpada
Não tenho coroa; não crês?
Sou carne, osso; humanizada

Abaixo, vamos todos ao pó
Não assimiles o que vês
Não existe sangue de marquês
Temos entranhas, pele e só

Mira esse figura a tua frente
Nunca fui mais do que tu
Sou ser humano, sou gente

Olhe com o coração latente
Somos iguais, eu e tu
Da árvore da vida, a semente

Lena Ferreira e Anorkinda Luz

.........

2 comentários:

Sereníssima-Lena Ferreira disse...

Aaaaah...Kinda...Tens razão. Essa foi a mais especial, até aqui, que nós compomos...Linda, linda...Obrigada d. LUZ!! Aproveito e levo para VERSOS SINTÔNICOS. É simples mas é com carinho\o/\o/\o/

Saturno Sun disse...

Namastê!
Gracias pelo comentário... e respondendo-o... Sim! é Magia sim!
E magia da mais simples que há...
Magia que há mais de 20 séculos divide o mundo para uni-lo em Todo...
Muita Luz prá ti Anorkinda,
:)
Saturno