domingo, 30 de janeiro de 2011



Minha praia é você, vem (Luiz Melodia)

O lugar de descanso
aquele remanso
dengo e chamego
é em você

O destino dos passos
meus, em descompassos
luta e cansaço
é em você

A paisagem do espaço
aquele aprazível paço
festa e balanço
é em você

A praia do sossego
meu, em desapego
paz e amasso
é...vem!

.



PORTA DE ENTRADA PARA AS ESTRELAS




Quando a porta se abre
Dilacerante portal
Encontra-me preparada?


Quando a lua se enche
Iluminado fractal
Percebe-me magoada?


Quando as estrelas me chamam
Com voz sideral
Respondo em cânticos


Quando a divindade se aproxima
Em presença real
Entrego meus encantos

..

ISSO QUE SOU


Isso que sou
de repente descubro
querer saber
ser o meu profundo eu
exatamente infinito
aquilo de divino
que abrange
a atmosfera.
Gente universo
é incrustada de estrelas
ainda sem noção do brilho
vai revelando-se inteira
nos expandindo até
levar a alma bem mais
além de nós


Anorkinda


Isso de querer ser aquilo que a gente é ainda vai nos levar além. Paulo Leminski

.


ESCREVO ll

Amor
Paz 
Carinho

palavras bonitas

se vazias
nada são

se vividas...

inspiração!

..

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011




A mudança é a lei da vida


Se a vida é regida por leis
estas seriam imutáveis?
Ou são leis impermanentes?


Que ao passar os tempos
que ao passar os ventos
mudam como mudam as células
as folhas
as caras


Se assim é...
A mudança é a única lei
que permanece
firme em sua proposta
de desconstrução

.

DECEPÇÃO

é quando a
ilusão

preenche o
coração

com vazios coloridos
e então...

na primeira
expiração

contingência da vida
em respiração...

contrai-se o pobre
coração

até um ponto de
escuridão

conhecido comumente
como decepção!
.


O HERÓI DA TRAGÉDIA DE HORROR É O VERME VENCEDOR. Edgar Alan Poe


O desafio de todos e cada um,
herói de sua própria comédia
da simples conduta frente a 
tragédia de um caminho tortuoso,
de um caminho de espinhos,
horror de se ter auto-impingido,
é a glória de vencer-se.
o drama internamente coroado como
verme de si mesmo,
vencedor de coisa alguma.


Anorkinda


.



COLÉGIO DE FREIRAS


Estudei em colégio de padre
ao lado havia um colégio de freira


Semi-escondido entre os hibiscos
havia uma passagem entre os pátios


Motivos de piadas dos meninos
e de sorrinhos das meninas


Lugar preferido para namoricos
da infância tenra e divertida


Será que aqueles hibiscos
guardavam segredos de amor


De adultos e crianças?
Ou seriam testemunhas mudas


Das inocências do colégio de freira?

.


EDUCAÇÃO, Gaiolas ou asas?


Querido professor, 
a época das amarras
das censuras
das gaiolas
foi embora


Hoje o aluno
vem de casa com asas
sala de aula
é pequena
para contê-las


Querido professor
desamarre suas asas
e voe na companhia
dos alunos-luzes
das estrelas


Hoje a escola 
é memória de amarras
façamos uma limpeza
astral, incensária
libertária na aura da instituição!

.

domingo, 23 de janeiro de 2011



O LIVRO




O livro não carrega só histórias, mas sim amores e desamores,
encontros e desencontros e a cultura de nossos povos
desde o nascimento das grandes civilizações. (ALF)


A nossa história não fica somente no livro esquecido na praia,
a nossa história permanece na mente
das gerações que por ele fora contada...(LM)


A nossa história esquecida,
sobrevive em um livro perdido,
que sobrevive ao tempo que escorre entre suas páginas. (SA)


A nossa estória...vira conto de fadas
mas é esquecida na praia...
e a ampulheta começa a devora-la num rio de areia fina...
que escorre de meus olhos...(MS)


A nossa história sobrevivida,
desafia o tempo, a areia e aos olhos...
nosso redemoinho mal começou a rodar no furacão da eternidade... (AN)


Esquecida na areia mora a estória...
e o vento como brisa faz passarem
as páginas sem serem lidas...
conteúdo secreto da minha vida escrita...(MS)


E a areia representa multidões fazendo história,
lendo história, se reconhecendo
e interagindo num constante fluxo de vida...(AN)


O livro não afunda na areia
se as areias do tempo não te esquecem jamais,
não deixa acabar a história se dela amamos demais. (ALF)


quem sabe depois da chuva,
não encontrarei guarida numa estante de sonhos,
na livraria da vida! (MS)


*AN - Anorkinda Neide - MS - Márcia de Sá - SA - Sírius A - LM - Léo Messias - ALF - André Fernandes
.


REVOLUÇÃO MENTAL


Em decréscimos
segundos
decrépitos


Revolvi mundos
revoada
empréstimos


Em sagrada neurose
submundos


Transgredi moeda
caquética
dialética


Na contemplação
da queda
desnudo


Subverti neurônios
e dnas
em nova ética

.

HORÓSCOPO

Das flores
Chinês
Das árvores
Xamânico

No mundo Ocidental
o popular mesmo
é o Horóscopo Zodiacal

Lua 
Ascendente
Sol
Meio-céu

Nas estrelas
delineadas tendências
de cartas marcadas




ÀS MARGENS DO RIO


Em um rio de sonhos, vivo
Deliciando-me na sua frescura
Banhando-me ternamente
Em suas águas sempre puras


Às margens do rio
Vejo gente torrando ao sol
Leio suas depressões
Às voltas com seu próprio pó


Chamo, chamo pra brincar
Mas a gente da terra-realidade
Vai pra longe, diz que é gente grande
Chamo ainda sem desanimar


Um dia todos cairão n'água da felicidade
E brincaremos de criar
E dançaremos de mãos-dadas
Um novo amanhecer há de chegar!

.

sábado, 22 de janeiro de 2011


PAZ E AMOR

Não peças paz e amor
Seja-os!

Suspire e respire
profundamente...

a Paz está aí
basta acessá-la

Ela não cai do Céu!
Ela já caiu junto a nós!

Suspire e respire
profundamente...

o Amor está aí

Ele não vem pra nós!
Ele já está dentro da gente!

.



Acho melhor sentir

Mesmo mexendo com palavras diariamente, todo o tempo. 
Em pensamento, em verso, em prosa e em sonhos...
mesmo assim, acho melhor sentir do que dizer.
Como vou dizer do verbo que se entranha entre as veias do amor?
 Como vou escrever do símbolo gráfico 
que desenhou teu nome estelar em meu peito? 
Se aqueles fonemas não soam aqui como soam lá...
Que linguagem escrita ou dita poderia expressar coerentemente 
o sentimento desconexo de te amar nos ontens e amanhãs, 
nos vãos e completudes, nos vazios de nossos existires?
Acho melhor sentir e fluir a poesia do jeito que ela vem...
incompleta, surreal, sem noção do que é permitido ou mesmo funcional.
 Acho melhor sentir e cair neste abismo de reticências que a espera finge criar...
porque é no voo desta alegria de te amar que me percebo eterna 
e silencio o poema quando esbarro em tua presença selada 
naquele tempo nativo onde misturamos o destino com a paixão.

.


A pena


A pena pequena
daquela siriema
sofria apenas
por ser pena
pequena:


- É uma pena
eu ter nascido
assim problema
queria apenas
não ter pena
de mim.
.



Do fremir do papel em meu pincel
Nascem os caminhos da minha consciência


Ivan Lantyer Neto


Do instante mesmo em que ouvi
fremir os tons e semitons
do poema inspirado em ti...
Papel, foi confessionário
em missão soberana,
meu aliado primário,
pincel que trama enredos...


Nascem assim, por mim,
os versos tenros de som,
caminhos insuflados no prana
da vida completa e plena.
Minha poesia, satisfação,
consciência, omnisciência, paixão!


Anorkinda

.

SONHAR E BRINCAR

Anjos dormem no mar
ondas de alma doce
embalam a vida a sonhar

Anjos brincam no mar
ondas em salgado brinquedo
arriscam o navegar

É quando nem a lua alumia

o folguedo brusco do mar!

.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011




FLOR DO CERRADO


Natureza tão viva e simples
tão inconstante e impermanente


Neste botão singelo e original
suplicas um olhar simplesmente


Logo não estarás colorindo o cerrado
mas tua beleza marcou os corações


Imprimiu luz na íris de todo ser vivente
que de ti bebeu o néctar da mais pura cor


.


RIR É REMÉDIO

Para

Traumas
Pudores
Amores

Surtos
Tumores
Calores

Velhice
Dores
Temores

Rir é remédio
que cura humores!

.

ANDEM COMIGO, SONHADORES

Vivo em estradas de brilhantes ladrilhos
Canto das músicas apenas os estribilhos
Tenho na face um sorriso convidativo
Busco nos olhos o princípio ativo

Quero dançar o balé dos astros
Chamo em versos o seguidor de rastros
Brinco com as religiões num afago
Distorço superstições sem embargo

Andem comigo, sonhadores
Faremos desenhos nas estrelas
e rodopiaremos os pudores

Entoem comigo, senhores
A melodia da luz das velas
e teremos a harmonia dos amores

.


VERSOS JOGADOS AO VENTO

Ah...versos nascidos em doces lágrimas
voem pelo mundo azul das nuvens
levem mansidão aos corações leitores

Queridos versos brotados em peito forte
flutuem pela cidade adormecida, fatigada
ofereçam um afago ao insone leitor

Ah...meus versos de amor antigo
cheguem àquele coração amigo
queimem aquele peito apaixonado

Amados versos vivos me salvem
forneçam combustível à paixão
incendeiem de vez essa relação

.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011





LOUCURAS DA VIDA

A linha da vida faz-se em opostos
parâmetros a se antagonizar

Ânsias juvenis em corpos
cansados de trilhar

E descasos tediosos
em jovens a desabrochar

Loucuras da vida imposta
pela natureza ímpar

De seres humanos dispostos
a tudo reformar

Menos a difícil aposta
de nunca desanimar!


.


FÁBULA DO ESPELHO D'ÁGUA


Contam por aí
que na época
em que  os tatus
falavam pelos cotovelos


Aconteceu algo estranho
quando o macaco
foi matar a sede
no espelho d'água


É que seu reflexo
começou a falar
sobre as lindezas
de dentro do lago


- Meu irmão, aqui
não tem seca
nem sede terás tu...
Venha cá, molhar teus pelos...


- É um eterno banho
o calor do sol é fraco
sem teimosia de parente
aqui no espelho d'água...


Aquilo era tão sem nexo!
Macaco parou até de respirar!
Que doida natureza
era aquela do lago!


Queria sair dali
comer banana da penca
afugentar urubu
mas o reflexo continuava a surpreendê-lo!


- Vem, meu irmão, não é sonho...
Melhor do que se meter em buraco
e ter o corpo quente
é se refrescar em fresca água!


Ah... mas o mistério não era tão complexo...
Macaco é difícil de se enganar!
Num piscar de esperteza
macaco viu dentro do lago!


- Peixe safado,zarpa daqui!
- Me molhar, você nem tenta!
- Sou mais esperto que o tatu!
- E mais vingativo que o camelo!


Peixinho num medo medonho
mergulhou sem atraso
e o macaco vingar-se não pôde
ele não iria jogar-se n'água...


Apreendeu ali que o reflexo
até pode sozinho falar
mas apenas das belezas
que vê fora do espelho do lago...

.


SEDUÇÃO NAS PALAVRAS


Leio-te e aumenta meu anseio
saborear-te as letras avulsas
solitárias e por vezes confusas
me deixa a mente em tonteio


Amo-te em letras ritmadas
cantar-te em canções fortes
tristes ou profundamente doces
enleva minha alma apaixonada


Teu encanto é dom
é tirana inspiração
arranca-me o tom


Tua arte é missão
é o pulsar bom
da rima em sedução

.

EU, EU, EU

Eu busco
Eu perdoo
Eu balanço
Eu planejo

Eu canto
Eu encontro
Eu comemoro
Eu embalo

Eu sufoco
Eu arraso
Eu sonho
Eu amo

Eu, eu, eu...
podia sermos nós...

.



BALÉ DAS CORES


Chegou em pé de valsa
o amarelo vibrante
chamou pra dança
o verde errante


Caíram no samba
o azul e o vermelho
festa de bamba
faz o reflexo do espelho


Roxo e cinza escuro
traçaram um tango
o preto e o laranja maduro
esquentaram o mambo


O rosa trouxe o balé clássico
na ponta da sapatilha
o dourado brilhou básico
no samba-enredo da ilha


O balé de todas as cores
faz inveja ao dançarino
de todos os sabores:
Carlinhos de Jesus, o bailarino

.

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011


GESTAÇÃO




Versos soltos ao vento
Sem comprometimento
Não escolhe o momento
Voa...


Versos soltos no chão
Semente de emoção
Não escolhe a razão
Brota...


Verso leve, alento
Promessa, verão
transbordamento...


Verso leve, grão
Remessa ao tempo
divina gestação...


Mavie Louzada & Anorkinda 


.