segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011



ACHISMOS

Eu tinha quem me perguntasse todo dia:
- O que tu acha? O que tu acha? O que tu acha?
Oras, eu acho nada...nem procuro!

Essa mesma pessoa dizia a toda hora:
- Eu acho... Eu acho... Eu acho...
O cara nem procurou e já acha que achou!

Calma gente, não precisa procurar
as coisas acontecem, as teorias caem
e o sol brilha sempre, apesar de todos!

.



CÍRCULO DE PEDRAS


C ada forma circular
Í mpares formações
R etornam à energia
C ircundante da vida
U ma exposição direta
L oquaz e premente
O rdenada pela voz do inconsciente


D os tempos remotos
E xtraem mistérios


P ode cada círculo
E sconder ou mostrar
D ar ou tomar
R efazendo história
A o poder do Ser Humano
S enciente do que escolhe

.





ENCANTANDO GATINHOS

Então segues encantando
enfeitiçando gatinhos

No mundo druido e doido
devaneando
em nebulosas

Então prossegues doida
enlouquecendo
gatinhos

Na sabedoria druida
digitando
em letras fabulosas

Anorkinda
(Brincadeira-homenagem à Helenice Oliveira)

.

sábado, 26 de fevereiro de 2011


INTRATERRENO

Das profundezas do planeta Terra
um habitante veio revelar:
Há mundos e tesouros
desconhecidos

Nas entranhas do planeta Terra
um revelador mistério:
Vida eterna pulsa
arrebatadora

.


Descalça


Vinha desfilando pela vida
vestido de seda vermelha
a atenção de todos chamava...


Cabelos perfeitos e vermelhos
sorria alegrias e simplicidade


Gostava de sentir o solo
por isso vinha descalça...

.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011



ABRA OS OLHOS


A lcance assim uma visão
B acana da vida que recebestes
R ia dos absurdos que te impusestes
A brace árvores, cães e teu irmão


O ntem havia névoas
S obre teu olhar


O s pensamentos sem noção
L oucos e desvairados
H oje recebem atenção
O s temperos dosados
S ubstituem velhos venenos de tradição

.


FOME


Tem dias que dá fome
de coisa boa!
Aquela iguaria nobre
de salivar o olhar!


Não é fome, é gula!
É necessidade
de saborear diferente,
de trincar os dentes!


Será que isso é
carência
demência
ou tendência
à obesidade?

.





Amor, é quando as diferenças não são mais capazes de separar os amantes. J. de Bourbon



Quando as almas se comunicam


Amor, tão estranhamente indecifrável 
é sentimento e tumulto.


Quando as almas comunicam
as verdades indefiníveis
diferenças tão mesmas
não destoam simpatias


São igualdades disfarçadas
mais parecidas com matizes


Capazes de formar uma mistura
de nuances absorventes para
separar um enigma do outro


Os tons se chocam
amantes do mesmo gozo


Anorkinda

sábado, 19 de fevereiro de 2011



Quando a chuva interfere na música


Os acordes que a chuva produz
titubeiam a fala minha
cambaleiam


As notas que às gotas induz
o constante desmaiar
são estonteantes!


As nuvens cinza-chumbo
maestrinas maiorais
jamais desafinam


As canções que o artista faz
ouvindo a chuva
recebem o timbre mais lindo!

.


CLEMÊNCIA


Um clamor
que implora:
Ausência


Um ardor
que chora:
Dormência


Uma dor
que aperta:
Ardência


Um amor
que conserta:
Clemência

.


MINHAS TANTAS ASAS


Nasceram-me 
com os ventos 
do sonhar


As asas de encanto
que me fazem voar


Enriqueceram-me
com os tesouros
do amar


Minhas tantas asas
que me fazem 
versar


Enterneceram-me
com os afagos
do poetar


As rimas coloridas 
que me fazem 
alucinar

.


SÉCULOS E SETAS

Por séculos e séculos
Orientaram-se os humanos
Pelas morais impostas

Cada uma delas, uma seta
Apontada para um Paraíso.
Condenatórias da Liberdade.

Por séculos e séculos
Amedrontaram-se os humanos
Seguidores das setas

Cada uma delas, uma meta
De Redenção futura.
Castradoras do Aqui e Agora.

Por séculos e séculos
Repetiram-se os humanos
Nas voltas de Samsara

Cada uma delas, a própria seta
Mostrando um Ser Eterno
Renovador de todos os Sistemas

Por séculos e séculos
Espelharam-se os humanos
Sem olhar pra dentro

Cada um deles, a própria meta
De ser o Redentor.
Senhor e Salvador de si mesmo!

.

domingo, 13 de fevereiro de 2011


Boa tarde, poesia!

Terra das poesias lindas...
Onde mandam beijos, as margaridas
Terra tão bem-vinda
Onde tecem sonhos, as amigas

Em tardes coloridas
Brilham estrelas, em harmonia
Em imagens tecidas,
Canções entoadas, nossa sintonia...

País onde a poesia é evocada,
Das utopias multicores,
De aquarela compartilhada
E Poetisas em esplendores

Mundo da palavra floreada,
Dos crisântemos, dos lírios
De Anorkinda, poetisa amada
E Rosemarie em florais delírios.

Rosemarie Schossig Torres e Anorkinda

.


COM CARINHO


C antemos, amigos!
O cântico mais meigo
M ais enternecido de carinho...


C omo os bichinhos da floresta
A bracemos árvores
R indo as melodias mais doces...
I rradiemos nossa luz mais verde
N os recantos cinzas do planeta...
H oje cantaremos, amigos!
O s cânticos do mais poderoso amor!

.


Apesar do medo


Mesmo que, trêmula, eu vacile
Ainda que em dúvidas eu tonteie
Ainda assim eu persevero


Talvez, inquieta, eu não durma
Apesar do medo que perturba
Apesar disso, não desespero


Ao incerto, confiante, persuadi
Uma vez que me venci
Uma vez que me venero!

.

DESTA CERTEZA

Foi no teu olha que eu finalmente te vi
o final do caminho das ilusões
reconheci o sinal combinado

Foi no pulsar do coração em frenesi
o ritmo acelerado das emoções
que recolhi o tempo ressecado

Foi na voz, tradução do melhor em ti
que deixastes claro as impressões
desta certeza de ser meu amado

.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011



Estelar


Pois que do planeta Terra nós não somos
podemos perceber pelos desenganos
Temos as estrelas salientes
acima dos olhos
brilhando nossas mentes


Podemos ver o sol cósmico nas noites
de conexão, longe dos açoites
do tempo impermanente
verdugo sábio 
a nos atiçar a semente


Pois que amas tua morena perfumosa
podes perceber o perfume de rosa
sentindo a constante
presença do amor
a nos enlaçar, amantes


Podemos ser a aliança dos astros
da paixão, perto da perfeição
dos sentimentos viajantes
debaixo dos céus
lapidando nosso diamante

.


Meu dengo

Sorri demais quando te vi por aqui
encheu-me de paz, te sentir assim
apegadinho em mim, também a sorrir

Verti versos demais quando te conheci
inundou-me de amor, te ter assim
enroscadinho em mim, também a verter

Pedi mais horas ao dia e caí
na tentação de dizer sim
aos pedidos do coração

Vivi dias mais brandos e saí
da solidão de mim
você é a vívida petição

atendida assim, em dengo sem fim

.



As reticências das ideias

Perverteram-se em meio à festa
das palavras, um rebuliço!

As reticências em desalinho
mal se viam nos espelhos...

E o poeta, atarantado,
queria por ordem nos pensamentos!

Misturaram-se os pontinhos
de tal forma no enredo

que a fantasia nunca mais
acordou-se para a realidade!

.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011



Te alcanço


Aperto o passo
ligeiro
Estrangulo
alguns minutos


Acerto um compasso
estrangeiro
Liquido
alguns semitons


Aperto o abraço
faceiro
Estimulo
teus carinhos


Acerto um traço
estreleiro
Facilito
teus impulsos


Aberto o espaço
brejeiro
Alcanço
teus sorrisos

.

PARTILHA

Do Universo
a partilha
dos dons
das estrelas
dos mistérios

Da Natureza
a partilha
dos ares
das águas
dos minérios

Em nós
a dádiva
de doar
de desfrutar
de manifestar

De volta
aos céus
o pulsar
o admirar
o transmutar

.



SEM MEMÓRIA


É de um tempo sem memória
que meus versos vêm
voando ou galopando os ventos


Refazendo minha história
meus versos prevêem
deslizes ou felizes passatempos


É de um tempo sem glória
que minha lira vem
andando ou navegando os virtuais


Estrelecendo a história
a lira é vai-e-vem
de matizes e aprendizes siderais


.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011


Minguante

Depois da trajetória lua
pelos dias, rotatória
Depois de exibir-se cheia
num longo expandir-se

Observo seu movimento revés
maior é meu deslumbramento
Observo sua silhueta reduzir
cumprindo com a etiqueta

De esconder-se acanhadamente
após tamanha exposição
Estabeleço uma comparação:

Se depois de meu deleite mágico
precisarei em submissão
minguar-me de insatisfação?

.



Eu tenho oportunidade


Eu posso com meu exemplo
espalhar as sementes
de uma mudança global


Eu tenho a oportunidade
única de ser humana
e criativamente fértil


Eu posso com meu amor
espalhar as chispas
de uma consciência total


Eu tenho a oportunidade
ímpar de ter nas mãos
a riqueza da vida física


Eu posso com meu sopro
espalhar as brisas
de uma felicidade geral


Eu tenho a oportunidade
divina de ver além
e abraçar a todo irmão

.

BEIJO DE CAFÉ

Se você me beijasse agora
sentiria o gosto do café
Se você me quisesse agora
viria...mesmo que fosse a pé

.



Onde está a verdade?


Ela escondeu-se bem
ninguém a encontra


Tem gente que diz 
que a viu muito bem


Tem outros que acham
que ela fugiu de trem


Onde está a verdade
de todas as coisas?


Muitos a viram de noite
uivando sozinha pra lua


Alguns juram que ela saiu
sambando num bloco de rua


Ela fugiu dos mortais
ninguém a detém


Tem gente quem nem dorme
pensando encontrá-la na mente


Tem outros que se consomem
rezando pra que ela volte contente


Para apaziguar tanta cisma
e espantar a mentira do mundo



ESPÍRITO DOS ELEMENTOS




Vejo nas nuvens o movimento dos céus
Trabalha o Espírito dos Elementos
Sinto a fragrância da eternidade
Elaborando o perfume dos ventos


Em cada ponto de Natureza vejo
O sublime toque da divindade
Em toda manifestação dos céus
Percebo o sopro de liberdade

.


Não se preocupe em entender, viver ultrapassa todo o entendimento. Clarice Lispector


Não me venha com explicações...
se detenha em sensações.
preocupem-se, pobres anciões,
em definir velhas suposições,
entender confusas abstrações...
viver somente de ilusões
ultrapassa a medida das ações.
todo sentimento em frações...
o segredo eterno das emoções,
entendimento nenhum das razões!


Anorkinda

.

IMAGEM MENSAGEM

O povo vermelho
fala com imagens
eu procuro sentir
o que elas me dizem

Em toda mensagem
Anorkinda Luz
pulsa em mim

Meu povo vermelho
me põe nos caminhos
mas eu adoro os atalhos
preciso mesmo que me guiem

A cada mensagem
são meus olhos
que se abrem

Minha rebeldia
é posta à prova
eu seguro a visão
o que elas desenham

Braços abertos
meu Ser de Luz
lê pra mim

Minha ousadia
vê novas histórias
abençoadas pelos guias
valorizo muito o que me dizem

Passos mais certos
e firmeza na ação
é dádiva de paz

Anorkinda


sábado, 5 de fevereiro de 2011



BORDADO DO AMOR


Usei da linha mais prosa
todinha cor de rosa
era brilhante
provocante


Alinhavei histórias
caidinha de amor
as memórias
em frescor


Bordei um lindo desenho
sozinha em empenho
quase insano
soberano


Enfeitei os vestidos
rainha do amor
meus sentidos
em torpor


Abusei da linha imaginária
doidinha usuária
do alinhavo
escravo


Costurei também o coração
com a linha do amor
tonta emoção
em langor

.


Abraço infinito

Da percepção da cor
a luz que refracta
insere em minha visão
o laranja, despedida do sol
o cinza, peso chumbo das nuvens
o azul, reflexo marinho celeste
o branco, movimento espuma de ondas
o sem fim de matizes em minha aura

Abraço infinito da vida
a eternidade que visita
impele meu transcender
a paz do firmamento perene
a impetuosidade do clima
a imensidão das águas salgadas
a efervescência das marés
a abrangência do Todo em meu Ser

num moto-contínuo de dimensões paralelas

..


Imerso no Cosmos

Ao tocar as ascendências
brilho de estrelas mortas
o piscar do passado

Pode-se sentir na pele
humana de táteis sensores
o pulsar do tempo

É no desenho das constelações
céus de imensidões cósmicas
o desenho do inominável

Que percebe-se a imersão
humana de fáceis contornos
no delírio da Criação

..