sexta-feira, 28 de dezembro de 2012



Descaminhos

Sigo deixando cair
pelo caminho
farpas escuras

Aos poucos
vou iluminando
meus planos

esquecida 
dos desenganos

que configuraram
descaminhos


.






A fluir

Muitas vezes
sem ver a luz,
a sentimos

Muitas vezes
sem dar calor,
o recebemos

Muitas vezes
esquecemos

de que no amor, fluímos.

.



Livre coleção

Bem guardado
no armário
à direita
do coração

tenho minha
adorável coleção
de sonhos.

Arquivei ali
tudo o que
planejamos.

Engraçado
é o itinerário
do tempo,
a rotação...

Hoje, sozinha,
a recordação
dos sonhos

vive livre
tudo o que
planejamos.

.




Encantamentos de amor

Aos acordes
do romance
juntam-se
encantamentos

Palavras
de poder
lançam
ao longe

o ouro e a prata
dos contentamentos

O amor agiganta os consortes!
.




Compartilhada

A leitura compartilha
momentos, pensamentos.
Unem-se sentimentos.

A leitura transpõe
ideias, estreias.
Unem-se plateias.

A leitura partilha
ventos, conhecimentos.
Unem-se deslumbramentos.

.




À espera

À esperança
que hibernou
pacienciosamente

trago um ramo
de coloridas flores

antecipando
a primavera
que sorri 

logo ali à frente!

.




Mundo de sonhos

Sonho arco-íris
era o barco à vela.
Navegava em nuvens
de pensamento.

A imaginação
buscava estrelas.
Dormia a lua
em sono solto.

A fantasia
era minha e dela.
Transbordavam rios
de bons sentimentos.

Risonho trilho,
reinava a maciez.
Satisfazia-me
este mundo louco.

.




Observação

Em alguns dias
a desilusão
desfolha 
as pétalas
da esperança.

Convém fluir
na energia...
Recolha
as réstias
de alguma luz

e observe sua dança!

.



Banquete girassol

Servido à mesa
um gosto de sol
um refresco de heras
um ar fresco de primavera

E de sobremesa
uma luz especial
uma fragrância amarela
uma distância das querelas

.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012



Tardes de sossego

O chá...
O cãozinho...
O álbum...
O carinho...

São momentos
preciosos
de sossego
merecidos
ao trilhar
tanto caminho...

.








Ser agora


Todo dia nasce um novo ser.
Todo dia difere a reverter
toda a história.

Todo dia é natalício.
Todo dia impele o ofício
toda hora é um novo agora.

.



Paisagem poema

Quando a paisagem escreve
um poema assim puro,
se faz pintura.

E a obra-prima, a natura
assina com todo apuro.
O que se descreve

em verso ou prosa

não faz jus à tela airosa

.




Mar de amor

De repente descobri
teu verde olhar
sob pálpebras
genuínas

Vertente do mar
teu imenso amar

De repente percebi
teu dourado ser
sob sombras
de luar

Reluzente de amar
teu abençoado mar

De repente convenci
teu rubro rubor
sob tecidos 
macios

A eternamente em mar
de versos me amar

.


Das rosas

Do livro de fotos
de rosas que eu folheava,
meus olhos eram devotos.

Muitas cores
e exuberâncias, extasiava!

Como podia ser
que a própria planta,
sua saia bonita costurava?

Do canteiro de rosas
cor-de-rosa que eu visitava,
suas florescências eram primorosas.

Muitas poses
e elegâncias, se mostrava!

Por que será
que, na garganta,
minha voz embargava?

.




EXPLICAÇÃO

Sempre procurando
a explicação
seguimos 
o grão

Nunca satisfazendo
a razão
permitimos
o senão

Por vezes amando
uma sensação
cingimos
o não

Raramente doando
o coração
mentimos
em vão

.





Da coragem

Não temas a liberdade
de opinião
de decisão
de opção

Não temas a sociedade
e sua adequação
ou subordinação

Não temas a felicidade
de ser tua própria Criação!

.


segunda-feira, 3 de dezembro de 2012




Sublime amor

Convencidos de que a totalidade
dos mundos é nossa, dançamos...
Repletos de amor e felicidade.

Entorpecidos de eternidades
e sentimentos profundos, 
nos abençoamos... Sublimidades.


.





Contemplação

Contemplar é
a arte de fazer nada,
se permitir divagar

Contemplar é
criar novos espaços
para o pensamento

e neles poder voar!

.





Ardores da natureza

Quando o mundo se abriu 
igual ao botão de primavera

Sua atmosfera azul anil
perfumou-se à espera

do mês de abril
com suas cores
de outono

quando, então, se viu
a natureza em realeza e trono
exibindo-se, cheia de amores

.





Cura livre

Infelicidade
grande
a grande
cidade

Cicatriz
modernidade
ferida 
onde mais
necessita
saúde

Liberdade
pura
a cura
claridade

Motriz
diversidade
exposta
oferece uma
resposta
pronta

.





(Uni)versos

De meu rascunho
surgem luzes,
respostas

de cunho
espiritual,
novas propostas.

Em meus versos
urge a vida,

em universos
de arte e guarida.

.





Gotas frescas

O tamborilar no telhado
é sinfonia refrescante

Toca o coração 
e umedece a vista

O cântico manda recado
é sintonia suavizante

Anuncia mudança
e favorece conquistas

.





Negro misterio

A asa, pétala negra
sugere arte, inspira

A íris, lente negra
sugere parte do que mira

A sombra, luz negra
sugere: Que o mistério se insira!

.




Flor e fruto

O milagre
do tempo
descansa
na flor

O beijo
sereno
é brisa
e calor

O cântico
do vento
precisa
do amor

O fruto
pleno
é dança
e louvor

.

domingo, 25 de novembro de 2012



Depressa e de repente

O tempo, por vezes,
passa tão depressa...
É como um clarão, relâmpago,
ofusca a vista da gente
e se despede, de repente.


.




Coração ferido

Encolhe a vida
que pulsa
pequenina
dentro
de um peito
ferido

Escolhe o fluir
que avança
perfeito
dentro
de um curso
definido

e cure o coração!

.





Mar de estrelas

Por um oceano diferente
me vi submergir
envolta em brilhos
sequer me protegi
Por um momento ausente
me vi transgredir
da vida em trilhos
e, por querer, transcendi!


.





OS ABRAÇOS

Os abraços
são laços
de uma fita
invisível
mas sensível.

O abraço
desmistifica
embaraços
em liames
sofridos.

Os abraços
são traços
de um divino
curativo.

O abraço
é paladino
em paços
íntimos.

.





Olhar poente

Alargo o olhar
e do poente
revejo histórias
contadas ou vividas?
Histórias de vidas,
convívios e memórias...
Até onde a intuição me alcança.

.





Amor maior

Maior do que possamos 
medir em palavras
o amor une
concreto
e abstrato

Mais do que possamos
temer em fraquezas
o amor é imune
a altos
e baixos

Por pior que possamos
iludir os fatos
o amor pune
enganos
e ilusões

Por mais que possamos
inverter prioridades
o amor é lume
de inteiros
e de metades


.




Sementeira

Pequenas e saudáveis
sementes de ideias
brotam, livres,
inspiração...
Crescem formidáveis
pensamentos,
plantas, oxigênio
das criações!

.


domingo, 11 de novembro de 2012





Forças

Dai-me forças
em dias sem luz
Dai-me abrigo
nas horas sem cor

Dai-me, Senhor
a coragem de enfrentar
o óbvio na trilha do amor

.





Cores e amores da vida

No livro da vida
as letras são amores
que somam-se, escritores
que somos destas rimas

Na estação primavera
desabrocham as flores
que exaltam os valores
que saltam aos olhos

Na pintura da vida
os traços são cores
que impõem-se, pintores
que somos de obras-primas

Na emoção e aventura
desprendem-se temores
que exultam conquistadores
dos mais preciosos sonhos



.



Aberta ao toque

Em êxtase a flor
abre-se à dádiva.
O orvalho desliza
sorrindo à brisa.

Em reflexo a vida,
transparente amor,
ao toque que alisa
a emoção em divisa.

.




Estrela cadente

O que se vê
pelo céu
tão brilhante,
é estrela
que, cadente,
tem saudade
de seu amante






Moinho de versos

O verso não nasce sozinho
O poema tem boa companhia
O inusitado pode ser mania
O mote pode ser torvelinho

A poesia parece burburinho
A rima quase sempre desafia
A solidão se apresenta fria
A palavra apresenta alinho

O sonho deseja carinho
O amor enseja harmonia
O texto é o caminho

A carícia faz seu ninho
A derrota desfaz da ironia
A história é seu moinho

.




Por arrogância

Foi pelos rastilhos
poderosos do luar
que nosso amor
ardeu, chama
ligeira.

Igual aos estribilhos
de canções bregas,
um projétil
disparou

e olhos sem brilhos
puderam machucar,
indiferença...

Por novos trilhos
a dor vai seguir,

espaços vazios...

.



GESTAÇÃO

Como a estação
que renova-se
na troca,
o amor gesta-se
para nascer
todo dia
mais novo.

.


domingo, 4 de novembro de 2012




Amor, essência concentrada

Traga sempre
bem-cuidada

uma reserva,
tolerância...

E na emergência
quero que lembre

da fragrância
deste amor...

Solução sagrada,
se divide e se preserva.

.




Inexplicável azul


Sensação de chegar
ao cais
ao porto
a um fim

Decepção de encontrar
um vazio
um azul
sem mim

.