sexta-feira, 27 de dezembro de 2013



Feliz Ano Novo

Pronto! Agora que Papai Noel
já pôde tomar um banhinho
e descansar...

Eu mesma venho entregar 
meu desejo de um novinho
Ano a brilhar...

Como um raio dourado de sol
esquentando seu ninho
de amar!

.





Presente de Mar

Ela conhecia a magia
e de seu jardim de cores
e admiráveis versos-flores
Ela transportou-se virtual

Ela veio munida de amor
e com seu destro regador
Ela borrifou-nos com poesia

Ela possuía a delicadeza
e de seu coração artista
e em movimento altruísta
Ela mostrou-se real

Ela é esteio e paz
e por ela sou capaz
de ser dela, natureza

.


Dos contos

Foram meses divertidos
desafios...

Tomei banhos de chuva
de contos...

Tremi com as trovoadas
o clima: terror!

Suspirei com as falas
dos contos de amor...

Subornei personagens
em algumas tramas...

Morri de rir com as piadas
na semana do humor!

Morei nas nuvens
com os deuses do Olimpo...

Foram meses desafiantes
diversões...

.



Fim?

Ilusões que a vida cria...
O começo...
O fim...
Pois que tudo é agora.

Emoções que a gente copia...
A paixão...
A utopia...
Pois que  tudo é amor.

Soluções que a vida propõe...
O apreço...
O desapego...
Pois que nada vai embora.

Comoções que a gente depõe...
A lágrima...
A teimosia...
Pois que nada perde a cor.

.


Eu iria

Embarcada na nave-mãe
eu iria na poltrona vip
Encantada de estrelas
eu, pra casa voltaria

Enovelada por mistérios
eu iria, toda chique
Enluarada de paixão
eu, satisfeita, sorriria

Enamorada por ETs
eu iria, pois soou o bip
Entusiasmada com a luz
eu, eternamente viveria


.




Templo do amor

Descansado em dormente
Nosso amor rescende
aos perfumes do tempo

Dimensionado em eternidade
Nosso amor feliz serenidade
ascende aos altares do templo

interior de cada um de nós

feito de silêncio e voz


.



Da contagem de volta

Condicionamos
a desfolhar
os meses...
Calendário

Acostumamos
ao escorregar
das horas...
Horário

Festejamos
o passar 
do tempo...
Aniversário

Afortunamos
ao desejar
tudo de novo...
Ao contrário

.



Do vício

Compulsão única
Computação telúrica
Onde minha rima se prende
entre um teclado e um sonho
mas só vai desgarrar-se, lúdica
no momento de tornar-se pública

.



PERDIDO NA FLORESTA

A sensação é repetida...
Sempre sozinho...
Sempre sozinho...
A mente acostumada.
A respiração apertada.

A floresta é conhecida...
Sempre a mesma...
Sempre a mesma...
A trilha viciada.
A indigesta maçada.

A aposta é mantida...
Sempre perdida...
Sempre perdida...
A esperança angustiada.
A suposta saída é entrada.


.


Elos

Um homem precisa 
da cumplicidade
da mão-dada

Um homem avisa
à boa-sorte
sua ventura

quando encontra

um elo de verdade


.


terça-feira, 3 de dezembro de 2013


Por segurança

Como lembranças
intermitentes
a saudade
volta

por vezes
condensada
sofregamente
em tons de revolta

Com relutâncias
insistentes
o coração
solta

os apegos
da caminhada
e, deveras prudente,
faz dos sonhos uma escolta

.


Trabalho interno

Preparei-me para um voo solo,
esquecida do calor de um colo...

Preparei-me para dar o sangue,
atingir aos limites, exangue...

Preparei-me para um desafio,
soltar todo o medo, arrepio...

Preparei-me para uma elevação,
aquecida na fé de uma visão...

.


Beijo de sonho

Um sonho antigo
certo dia
piscou-me

Era eu ainda
menina

E ele insistia
em piscar

Fizemos história
quando
num belo dia

beijou-me
num brilho
de faiscar!

.



Sim, era bonito.
Era amor.
Coloriu a cidade,
acordou o sol
e dispôs-se
a crescer
mais que o mundo.

.


Amor de valor

Entre nós
o que mais brilha
é a sombra de nosso amor!

Entre os nós
e tropeços desta trilha

o que é de maior valor

é soprado pela brisa, a nosso favor!

.



Eu, por mim

Sou meu farol
e minha companhia
A sombra do dia
o clarão da lua

Sou correnteza
e calmaria
A cor da poesia
a paixão exposta e nua

.



Teimosia

Toda minha poesia
é declaração de teimosia

É confirmação de amor
toda rima de valor

Toda minha fantasia
é manifestação de rebeldia

É exaltação do amor
todo que te dedico sem pudor

.



SILENCIOSOS

S ólidos pedaços de tempo,
I ncólumes aos ataques,
L evam neles, os sofrimentos.
E ncobertos, os sentimentos
N ão esmorecem em achaques,
C uidam-se no sopro do vento.
I ntempéries são passatempos,
O tom nos atabaques,
S ilenciam o pensamento.
O poder da vida no firmamento
S alvaguarda da morte, o saque.

.


quinta-feira, 21 de novembro de 2013



Ser e Estar Flor

A flor não volta a ser semente
À flor não importa despetalar

A flor é, em si, o presente
À flor entende-se Ser e Estar


.


Entraves

Um gesto rude,
amiúde,
arruína castelos
de encantamento.

A falta de atenção
gera prisão 
e encarceramento
da espontaneidade.

Torna-se difícil
libertar qualquer indício
de amor
e cumplicidade.


.


Amanhã presente

Minha manhã
é a tarde
em sol a pino

Minha manha
é ter artimanhas
para ludibriar destinos

O amanhã
não existe
assim assino

Amanhece
e acontece
o presente e seus hinos

.


Luz de alcance

Toda Criação
possui sua luz
e seu poder
de alcançar
para Si e
aos demais
a oferta farta
da Natureza
e coisas tais


.




Enlace

Num passeio
que seria 
um passeio
banal

mas, no fundo,
sabíamos
que não seria,

A vida
imitou
o poema.

Num limite
que seria
um limite
real

mas, que no fundo,
não queríamos
assim,

o amor
deu-nos
um abraço.

E aí apertamos bem o laço.


.



RITMO QUENTE

R aros passos ensaiamos
I ntuímos os movimentos
T erminamos envolvidos
M ais apaixonados
O usados sentimentos

Q uitamos nossos sonhos
U m a um, em exibição
E ntoando a canção
N octívaga dos amantes
T razendo a melodia
E sparramada em poesia


.



Ditados do coração

Soou na janela
da emoção,
uivos do vento.

Aos poucos,
decifrei-os...

Traziam mensagens
do coração,
cheios de sentimento.

.


Onde está o teu sorriso?


A quem você iluminou hoje?
Aqui em mim, ainda faz escuro...

Onde alargas o riso
que te flui gostoso?
Onde tão longe
que nem mesmo corro?

A quem você sorriu hoje?
Aqui em mim, só lágrimas depuro...

Onde te embriagas
em volúpia e gozo?
Onde tão vivo
que nem mesmo morro?

.


sexta-feira, 4 de outubro de 2013



ÁGUAS DO INCONSCIENTE

Rebeldes movimentos
d'águas internas
levaram-me, revoltosas,
à margens diversas
daquelas desejadas

Expectativas frustradas,
mágoas, antes submersas,
deleitaram-se às costas
de um litoral realidade

Aprendizagens em ventos
brandos, suavidades sinceras,
puseram-me mais disposta
a acalmar sentimentos
e aportar em feliz enseada


.



Como a primavera

Como o canto baixinho
do colibri
meu coração
canta bonito sozinho

Como a flor colorida
de primavera
minha emoção
celebra de amor à vida

Como o choro fresquinho
da chuva
meu coração
agradece de mansinho

Com a cor divertida
do arco-íris
minha emoção
fecha toda a ferida

.



Resgate

Sorte, coincidência,
destino ou sintonia...
A que atribuir
a felicidade
de ter te encontrado?

De que maneira
definir
o que no olhar
foi demarcado?

Mote, saliência,
desatino ou ironia...
A que fluir
de imprevisibilidade
fomos lançados?

De que beira
do mundo
nosso amor
foi resgatado?

.



Sorte

Fiz meu estoque
de flores vermelhas,
marias-sem-vergonha
e não-me-toques

Só pra despetalar
e ver a sorte
pro meu lado soprar

.



Os sinais do amor

Ao escrever depositas o coração
em tinta, grafite e paixão.
Tens, na palma da mão,
um caminho... intuição.

Ao confessar tua admiração
em poesia e inspiração,
tocas, do amor, a amplidão.

Ao enternecer meu coração
com inteligência e sofisticação,

teces uma rede de sinais...comunicação.

.



Bênção azul

Imersos na transparência
das águas, sua essência

doam-se à presença
dos céus, crença

abastecida de azul

.



TEMA LIVRE

T antos abraços
E ntrecruzados
M ostram-me poesia
A alma extasia

L aços e entrelaços
I mportantes
V ertem melodias
R isos de amor
E amar é mania

.


sábado, 24 de agosto de 2013


Melhores dias

Sabe aqueles dias
frescos, primaveris
perfumados por flores
árvores coloridas
e pássaros gorjeiam
a vida em pintura natural?

Reconheces aquelas tardes
quentes à beira de um regato
habitado por peixinhos dourados
onde o brilho n'água fala com você
sobre os mistérios da vida em geral?

Sabe aquelas horas
na companhia de amigos
que esquentam seu coração
com histórias e gestos
que falam da divina emoção?

Reconheces que toda
e qualquer visualização
de momentos de prazer
é perfeitamente possível
de se tornar real aqui e agora?

Saiba que é isto mesmo
que esta poesia pretende...
Colher o fruto e espalhar as sementes
de melhores dias, para sempre!

.


Labirinto de Copas

Por que o ser humano
caiu nesta cilada?
Uma grande enrascada!

Ergueu em copas
as ilusões,
decepções.

Sonhou, fez planos,
escorregou em divagações,
empolgou-se em construções.

Embrenhou-se em labirinto,
emoções, ego e mente,
para complicar a vida, somente.

Mesmo o amor
estando à sua frente,
não lhe é acessível, lamentavelmente.

.


Decisão

Se os olhos já vêem
o que virá...
A decisão já foi tomada,
e a casa arrumada,
só falta fechar a porta
porque nada mais importa...

.


Poesia no céu

O que colore o céu
também a alma anima.
São as cores que o pincel
de um maior artista
nos encanta e nos acalma

É aliança de amor
assinada em obra-prima.
É o toque sutil do Criador
deixando bem à vista
seu verso puro e sua rima.

.



As mudanças do mundo

Inerente à natureza humana
há a necessidade
de mudança

Em cada geração germina
uma insatisfação,
ansiedade

Inclemente, à mente
turva, são os véus...

E o Homem, cego
não vê a atuação dos céus...

.


O que você está fazendo com sua vida?

Nos foram dadas muitas oportunidades,
uma quantidade infinda, na verdade.
Ah... você está parado nas dificuldades?
Engano. Elas são partículas de felicidade.

Elas impulsionam o aprendizado, tal cinzel
de um artista/escultor que através dos véus
que escondem a obra-prima, vê com olhos de céu
o que vai se formar deste barro e com seu pincel

Poderá pintar com as tintas mais luminosas,
a sua primorosa Criação, mas não é preciso doer...
Basta você entender, entregar-se às manobras.

Porque quanto mais se chora, menos curte a viagem.
Nesta vida estonteante, não vale a pena verter
tantas lágrimas e borrar as cores da modelagem.

.