quarta-feira, 30 de setembro de 2009

CUIDADOS

O amor que sairia de dentro da gente
pode se acumular num grito mudo...
Cuidemos para dar vazão
Não asfixie o amor!

A paz que exerceria o comando
pode se fechar numa cela fria...
Cuidemos para lhe dar liberdade
Não cancele a paz!

A sorte que brotaria na tua vida
pode bater asas noutra freguesia...
Cuide para colorir teu jardim
Não espantes tua boa sorte!


.........

3 comentários:

guilherme disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Guilherme Canedo disse...

Olá,

Demorei um pouco a lhe responder, mas aqui estou! Gostei muito de suas poesias, carregadas de um sentimento puro... gostaria de ler sempre coisas assim, intensas e verdadeiras!

beijos meu bem

ANORKINDA NEIDE disse...

q bom saber disto Guilherme!
me encantas!!

Abraços quentinhos! ;)