quinta-feira, 23 de julho de 2009



ESPELHO DE CRISTAL

No espelho da poesia
posso ver o que eu quero
Posso refletir o que espero

No devaneio da poesia
posso voar pra onde quero
Posso curtir tudo o que espero

Em espelho de cristal
A poesia encanta e fascina
Traduz o que a alma ensina

Em devaneio tão cristal
A poesia brilha e fascina
Traduz minha alma e me domina

........

2 comentários:

Davi Machado disse...

que belo!
vejo que você vive a poesia e ela está com você, é uma poetisa de mão cheia!

abraço

ANORKINDA disse...

Obrigada Davi...a poesia q vive em mim, muito lhe agradece! ;)