quinta-feira, 28 de maio de 2009


TESTEMUNHAS



De muitos tempos
elas guardam segredos

De muitos mistérios
elas testemunham silêncios

De muitas esferas
elas pressentem presenças

De muitas visitas
elas guardam lembranças

Com muita alegria
elas testemunham a chegada

De um novo tempo
elas observam a alvorada


.....

Um comentário:

Márcia Poesia de Sá disse...

Maravilhoso...e que as arvores sejam de fato as testemunhas de um novo mundo,de uma nova conciência...de um ar de poesia no mundo de hoje!...lindo!