sábado, 15 de agosto de 2009

NA PONTA DOS PÉS

Muito tempo vivi em ponta de pé
Com medo de magoar, de te ofender
Em vão, pois até respirar te feria!

Muito tempo torci a ponta do pé
Tentando te agradar, te satisfazer
Bobagem, nada te alcançaria!

Muito tempo vivi sem a minha fé
Com medo de me encontrar e te perder
Bobagem, nunca houve garantia!

Muito tempo torci o sentido da fé
Tentando controlar o que não era pra ser
Então desisti dessa relação vazia

Sustentada na ponta dos pés!


............

Um comentário:

Feminilidades disse...

Teus versos me lançam na verdade,
e dão continuidade
ao que aprendo contigo.
Versos ben(ditos)
pois dizem o que muitos pensam,
mas calam
pois não sabem como dizer...
Eis que vem tua voz em verso!!